Paisagem de Janela

Saiba o que há por dentro dos aplicativos de encontro para mulheres casadas

Amor

Foi em que a polícia nova iorquina agrediu, humilhou e deteve frequentadores do Stonewall, um bar que servia de ponto de encontro para gays, lésbicas, bis e trans. Era ali que pessoas da comunidade se encontravam para relaxar, tomar uns drinks e, claro, flertar. Foram seis dias de protestos em confrontos com a polícia, numa luta que se tornou menos sobre um bar e mais sobre o direito de ser LGBT. A homofobia inegavelmente continua existindo. Hoje temos os apps. Porque, claro, todos podem usar o Tinder — mas é sempre bom ter um espacinho para você, seja na sociedade on ou offline. É interessante ver por um modelo diferente do que o tradicional de arrastar para os lados, que o Tinder institucionalizou.

Americano contato 221640

2. Kickoff

Minha ideia, ao longo dos próximos quinto dias, é encontrar, virtualmente, pessoas dispostas a me contar histórias de respondência fora do casamento e suas razões para estarem ali. Mesmo em países onde as mulheres traem muito, eles traem mais. Bom, para ouvir mulheres, pensei, teria trabalho dobrado. E tive, como mostro a seguir. Dito e feito. É claro que fui denunciada. Nova conta, outro e-mail, e nasceu AliceSim, bissexual casada, 39 anos. Eu, que em época de solteira frequentei o Tinder e o Happn, nunca vi nada parecido.

Plataformas de relacionamento 'sugar' pretendem ser ponte tecnológica entre dinheiro e beleza

Quer fazer um ménage à trois? Existem alguns aplicativos cujo objetivo é justamente colocar uma terceira pessoa no seu casal ou ser a terceira pessoa do casal de alguém. Separei os melhores e abaixo listo suas características, pontos fracos e fortes: Colunistas do UOL Feeld Antes conhecido como 3nder o Feeld é o pioneiro entre os app pró-ménage. A partir daí começa aquele mesmo esquema Tinder de sempre.