Paisagem de Janela

7 aplicativos de relacionamento para um novo amor na quarentena

Entrevista

Como é ter um marido português? Brincadeiras à parte, a verdade é que se você escolheu se casar com alguém, a nacionalidade vai ser só mais uma coisa para se adaptar. Ser casada com um estrangeiro te faz sempre estar ciente das diferenças e das semelhanças dos seus países. É o caminho certo para o surgimento de uma terceira cultura na família. No meu caso, eu estava em Portugal fazendo faculdade quando conheci o português que se tornaria um dia o meu marido. Foi ele que me apresentou a cultura portuguesa e me ensinou a amar o país. Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado. Quase todo brasileiro que chega em Portugal acha os portugueses um tanto grosseiros.

Garotas que 459123

Clube Grandes Viajantes

Compartilhe 2 Dicas de aplicativos para quem deseja fazer novas amizades. Pessoas que mudaram de cidade, estado ou país por causa de um trabalho segundo, recomeçando a vida ou por coisa do novo estado civil. Afinal, é melhor separar os colegas de trabalho da vida pessoal. Quando me mudei de Memphis para Austin, a primeira coisa que fiz foi me instruir onde residir. Quanto mais próximo do trabalho, melhor. Foi o que fiz. Sabendo que iria morar numa praça maior, logo vi que o carreira para me socializar seria procurar grupos através de gostos, hobbies e atividades em comum. Comecei pelo MeetUp, que descrevo abaixo.

10. Amor no Espectro

É exatamente esta a realidade vivida por uma garota americana de 18 anos. Um relato bastante perturbador. Mas os encontros eram sempre conturbados e marcados por discussões do ex-casal. Logo, as visitas cessaram. Mas a minha carestia era de uma figura paterna. Mesmo que aos 17 anos, ela teve a chance de reencontrar o pai biológico. Um dia, depois de recuperar os meus privilégios de acessar a rede social, ele me adicionou quanto amigo. A princípio, pensei que fosse o meu avô, por causa do nome similar. Só depois me dei conta de que se tratava do meu pai.

Organizações sociais parceiras participam de oficina sobre a violência e exploração sexual infantil

Essas histórias despertam curiosidade, afinal a Índia é um país com cultura radicalmente diferente da nossa. Além disso, relacionamentos entre duas pessoas que nunca se viram pessoalmente e sequer moram no mesmo país têm grandes chances de terminar em desastre. O objetivo? Encontrar o noivo, que é indiano. Na mesma época, mandamos um e-mail interessados em conhecer melhor essa história.